fbpx

Trabalhando na Bélgica – Dicas e informações

Escrito em 10th novembro 2017 por BT Money Transfers

Trabalho na Bélgica

Conseguir trabalho na Bélgica pode não ser uma tarefa muito simples, exigindo maior planejamento e pesquisa antes de se fazer as malas. Para aqueles que já se encontram na Bélgica e precisam de emprego, abaixo você encontrará dicas e links úteis.

Trabalhando na Bélgica

Abrigando a sede do Comitê Europeu,  do Parlamento Europeu,  do Conselho Europeu, escritórios da ONU, além de grandes empresas privadas, como Ab InBev, a Bélgica é o país considerado a capital européia, assim oferecendo muitas oportunidades de emprego.

Mas se você não é belga, o cenário é outro devido à diversos fatores. A maioria dos brasileiros aqui trabalham no setor de limpeza, cozinha, construção civil ou como auxiliar de enfermagem. Os que conseguiram trabalho nas áreas que atuam ou foi através de transferência ou porque são muito especializados (atuam na área de TI, por exemplo).

As principais dificuldades

Se o país tem tantas oportunidades, por que é tão difícil conseguir um emprego?

A resposta para esta pergunta é muito simples:  Concorrência! O país é um dos que tem maior taxa de imigrantes e devido a isto, a concorrência nas entrevistas de emprego são muito fortes. Então se você tem a intenção de se instalar na Bélgica, prepare seu psicológico, pois você precisará começar do zero ou  ter um currículo muito vasto e especializado.

Idiomas

Trabalho na Bélgica

 

Se no Brasil, você falar inglês é um diferencial, na Bélgica o inglês no mínimo é obrigatório. E mesmo que você fale inglês fluente,  já morou nos EUA e seja professor de inglês há anos, no fim toda esta experiência não valerá de nada. Os imigrantes que possuem inglês como língua nativa tem maiores chances e seu currículo corre o risco de nem ser lido.

Não podemos esquecer que a Bélgica possui três idiomas oficiais francês, holandês e o alemão. Na região de Bruxelas, pede-se o francês, holandês e o inglês, principalmente para trabalhar com áreas de atendimento ao público como hotelaria, turismo, administração, restaurantes etc. Na região Flandres é exigido o holandês e o inglês, e na região Valônia apenas o francês.

Belgas muito bem qualificados

Trabalho na Bélgica

Os belgas em sua maioria são bem estudados, seja em universidades, cursos superiores ou cursos profissionalizantes estudados desde o colegial, sendo treinados desde cedo. Na Bélgica, durante o ensino médio, é possível escolher qual profissão que irá seguir e assim, além de ter as aulas básicas (matemática, geografia, história, etc) o aluno também  terá orientação à prática da  profissão.

Resumindo, se você não for um poliglota fluente em diversos idiomas, ter uma boa experiência, indicação e não ter uma boa qualificação, dificilmente você se manterá na sua área de atuação. Por isto que na Bélgica é muito comum você encontrar pessoas com grandes formações e que estão com o diploma na gaveta, trabalhando como auxiliar de pedreiro, garçom, faxina.

Trabalho na Bélgica: onde conseguir

Órgãos Públicos

Cada região possui um órgão responsável por ajudar os desempregados. Estes órgãos oferecem orientação na montagem do currículo, dicas de entrevistas  e banco de vagas. Além de cursos profissionalizantes. São eles:

Bruxelas: Actiris

Valônia: Forem

Flandres: VDAB

Trabalho na Bélgica

 

Os cursos profissionalizantes são cursos integrais e devido o seguro desemprego oferecido pelo governo, muitos desempregados conseguem usufruir deles. O seguro é garantido apenas para quem contribuiu com impostos por um ano, no mínimo, e possua visto permanente.

Interim (Agências Particulares de Recrutamento)

As empresas contratam as Interim para procurarem funcionários e cuidarem da documentação.  Elas são conhecidas por oferecerem trabalhos temporários. É muito comum as pessoas se cadastrarem em diversos sites especializados em filtrar vagas de emprego. Ao cadastrar-se, coloque seu currículo e uma carta dizendo porque você seria um bom candidato para qualquer vaga oferecida. Separamos alguns sites famosos, mas existem muitos outros que você pode encontrar e se inscrever sem medo.

Principais sites:

Randstad – disponível em inglês, francês e holandês

StepStone – disponível em inglês, francês e holandês

Monster – disponível em inglês, francês e holandês

Tempo-team – disponível em francês e holandês

Vivaldis – disponível em francês e holandês

T-interim – disponível em francês e holandês

Adecco – disponível em francês e holandês

Actief – disponível em francês e holandês

Você também encontra mais empresas neste link: http://interim.2link.be/

Para estudantes

Trabalho na Bélgica

Existem duas modalidades específicas para estudantes: estágios e empregos estudantis. Os empregos estudantis não ultrapassam 20h semanais, e costumam ser trabalhos como garçons durante o final de semana. Os estágios não são remunerados e duram cerca de 1 mês. O aluno deve apresentar um projeto de tese ou estudo que está desenvolvendo para conseguir a vaga.

 

Trabalho Assalariado/ au pair

Brasileiros sem nacionalidade européia e que desejam se estabelecer na Bélgica a trabalho, precisará de uma permissão belga. A permissão é emitida diretamente da Bélgica pela empresa ou família contratante. Mediante pedido realizado junto a prefeitura da cidade para verificar a documentação e procedimentos. Para mais informações consulte: www.emploi.belgique.be ou www.werk.be

Permissões de trabalho

Existem 3 tipos de permissões de trabalhos:

Permissão C

Dado a estrangeiros, geralmente refugiados e estudantes, com validade máxima de 1 ano, podendo ser renovada dependendo da condição.

Permissão B

Permissão para contratação por um ano de um trabalhador estrangeiro, devendo a empregadora realizar o pedido junto ao governo belga. Não concedido se o trabalhador já estiver na Bélgica.

Permissão A

Voltada para  quem trabalhou pelo menos 4 anos com a permissão B e esteja legal durante 10 anos  consecutivos. É a mais difícil, pois precisa da permissão B e ela não dá o direito de permanecer por 10 anos.

Trabalho na Bélgica

Visto D

Após o recebimento da permissão, o trabalhador poderá solicitar o Visto D no Consulado Geral da Bélgica em São Paulo. Veja as documentações necessárias e mais informações  clicando aqui.

Trabalhar na Bélgica sendo brasileiro não é impossível, mas é algo que demanda cautela, planejamento e acima de tudo, paciência. Embora o país oferece diversas vagas, a concorrência é forte, e nem sempre você encontrará vagas de prontidão. Planeje antes de se mudar, muitas empresas realizam entrevista via Skype, o que facilita muito. Uma vez tendo conquistado a vaga, além de ser mais fácil entrar no país é menos uma preocupação para você. E apesar da dificuldade, não desanime, pois é uma ótima oportunidade de recomeçar sua vida, em um novo país.

 

 

Recent Articles